Para convencer o público a deixar de utilizar combustíveis fósseis e a adotar fontes de energia renováveis, às vezes é necessário fazer alguma associação de ideias. Neste caso, uma empresa de energia de Hong Kong resolveu apelar para a conservação das especiais animais na natureza e adotou o panda como seu símbolo, tanto no novo nome da empresa, como na forma como dispôs a sua mais recente “quinta” com painéis solares, desenhada como este famoso animal chinês.

O panda gigante é reconhecido como um símbolo internacional das espécies animais em risco de desaparecer, e esta imagem vai ajudar a Panda Green Energy a estabelecer-se na vanguarda das energias renováveis. A nova central abriu em Datong, no interior do leste da China, operando a 50 MW, metade da geração prevista de energia. Quando estivera completa, vai poder gerar 100 MW.

Quanto estiver concluída, estima-se que a central “Panda” de Datong vai gerar 3,2 mil milhões de kWh durante os próximos 25 anos, o equivalente à queima de mais de 1000 milhões de toneladas de carvão, reduzindo durante este período a emissões de dióxido de carbono para a atmosfera em 2,74 milhões de toneladas.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.