A Toyota quer popularizar o uso do hidrogénio e das células de combustível em automóveis, e para isso pretende mostrar como esta tecnologia é adaptável a outras utilizações, incluindo veículos pesados para transporte de mercadorias. Hoje em dia, a marca japonesa vende a nível mundial um carro movido a hidrogénio, o Mirai. Mas agora, com o Project Portal, vai começar a aplicar esta tecnologia em camiões.

A ideia do Project Portal é acabar com emissões poluentes no transporte rodoviário de mercadorias entre o Porto de Los Angeles e o Porto de Long Beach, na Califórnia. A distância entre os dois portos é pequena, apenas 14 km, mas o constante fluxo de trânsito de motores Diesel para pesados é prejudicial para as condições ambientais locais e para a saúde dos trabalhadores nos dois locais.

A Toyota vai fornecer um protótipo ao CARB (Conselho dos Recursos Atmosféricos da Califórnia) e às autoridades portuárias, combinando duas células de combustível do Mirage e uma bateria de 12 kWh, para gerar uma potência máxima de 670 cv e um binário de 1800 Nm, comparável a um motor Diesel para pesados. O conjunto vai ter uma autonomia de 320 km com um peso bruto máximo de 35 toneladas. A Toyota e as autoridades ecológicas da Califórnia esperam ter um sistema com a eficiência necessária para substituir a tecnologia usada actualmente em camiões o mais depressa possível.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.