Dakar quer chegar ao Equador e à Colômbia

O diretor do Dakar, Etienne Lavigne, assegurou agora que está a estudar a possibilidade de a prova começar em Buenos Aires e terminar em Cartagena das Índias na Colômbia.

Depois da saída do Peru e do Chile, o Dakar em 2016 contou apenas com dois países e este ano viu o Paraguai receber a partida da prova. Contudo Lavigne já fez saber que espera contar de com o Chile e o Peru e incorporar também o Equador e a Colômbia.

“Agrada-me a ideia de poder contar cada ano uma historia diferente, com novas coisas para descobrir. O meu sonho é organizar um dia um percurso que atravesse o pacifico de norte a sul. Temos no papel a ideia de sair de Santiago de Chile ou Buenos Aires e subir até Cartagena das Índias (Argentina, Chile, Peru, Equador e Colômbia)”, sublinhou o diretor da ASO.

“Estou certo que esta seria uma prova fantástica com um traçado incrível até porque o Dakar não é só um evento desportivo é também um evento cultural e social em cada país que atravessa”.

Virgílio Machado/MotoSport