Toyota acena com 10 milhões ao desempregado mais desejado dos ralis

Depois do abandono da Volkswagen, o campeão do mundo de ralis Sébastien Ogier tornou-se o desempregado mais desejado no desporto automóvel. A Toyota acena-lhe com 10 milhões de euros e a Ford ou a Citroen com a promessa de continuar a devorar títulos

Depois de ter rodado com o Toyota Yaris WRC, espera-se que Sébastien Ogier teste também o Ford Fiesta RS WRC, avaliando dessa forma o novo carro da equipa de Malcolm Wilson. Em declarações ao Autosport inglês, Malcolm Wilson revelou estar determinado em convencer o francês a mudar-se para a M-Sport: “Confirmo o que disse antes, esta é uma das melhores oportunidades que esta empresa tem para poder ter um piloto como o Ogier e não devemos deixá-la escapar. O Sébastien sabe bem o que quer e eu respeito isso”. Quanto a Ogier, é o que já se sabe: “Não tomei qualquer decisão”. Voltando a Wilson, tem toda a confiança no seu Ford Fiesta de 2017: “Partimos do zero e o que os nossos rapazes, pediram, tiveram. Foi desenhado e construído em completa liberdade e mesmo que não tenhamos o Sébastien para a próxima época, devo dizer que estou muito excitado relativamente ao que este carro nos pode dar” disse Malcolm Wilson.

Quanto à Citroën, não parece haver vontade nenhuma de permitir que Ogier teste o C3 antes de assinar um possível contrato, que depende exclusivamente de budget adicional libertado pela Citroën para a equipa. Tendo em conta o que se ouviu quando à alegada oferta da Toyota por Ogier, dez milhões de dólares, a fasquia está alta, mas não é muito provável que Ogier prefira dinheiro ao invés de sucessos, e a Toyota não parece ter condições para entrar e começar mais ou menos rapidamente a ganhar. Quanto à Hyundai, já se sabia, não era nada provável, nem minimamente justo para os seus pilotos que fossem agora tentar contratar um dos três pilotos que ficaram livres da VW.