Cayenne acusado de exceder emissões

O jornal alemão Der Spiegel afirma que o SUV germânico não está a cumprir as leis.

Colocado à prova pelo instituto independente de testes “TUV Nord”, para avaliar as suas emissões poluentes, o Porsche Cayenne V6 TDI chumbou no exame. O modelo foi analisado numa reportagem efetuada pelo jornal alemão Der Spiegel, a quem os responsáveis da TUV Nord afirmaram que “as emissões no teste eram superiores aos limites para este tipo de veículos. Com estes valores o carro não teria sido aprovado pelas autoridades”. Num comunicado de imprensa, a Porsche já se defendeu e afirmou que recebeu os resultados dos testes efetuados pela publicação germânica, indicando que “eles não são compreensíveis”, explicando ainda que a quantidade de partículas enviadas para a atmosfera estão sempre dependentes de fatores como a carga de motor, velocidade e temperatura.

De referir ainda que para adensar as dúvidas neste caso está o facto da Porsche pertencer ao Grupo Volkswagen que, como é público, tem estado envolvida num caso de fraude de emissões de grandes proporções que afetou veículos da própria VW, da Skoda e da Seat. Mais recentemente, também outra marca do grupo, a Audi, tem estado envolvida em polémica devido a este famoso “Dieselgate”, com suspeitas sobre os seus modelos topo de gama e ainda o despedimento de diversos engenheiros.

Fonte: Reuters