A Roborace apresentou o futuro da competição automóvel, com o design do primeiro carro autónomo que vai ser usado em corridas. O Robocar, cuja tecnologia foi testada em pista no ePrix de Buenos Aires de Fórmula E, teve a sua forma final revelada no Mobile World Congress, em Barcelona. Com o Robocar, a Roborace vai permitir a vários investigadores usar esta plataforma para desenvolver tecnologia de inteligência artifical para automóveis.

Mecanicamente, estes carros sem piloto prometem dar origem a corridas interessantes. Com 4,8 metros de comprimento e pesando 975 kg, tem uma bateria de 540 kW que fornece energia a quatro motores, um em cada roda. Cada motor gera 300 kW de potência, ou seja, a potência total combinada é de 1630 cv, mais do que a era dourada do motores turbo na F1, onde “apenas” se chegou aos 1500 cv.

O design do Robocar foi assinado por Daniel Simon, que desenhou os veículos usados no filme Tron: Legacy. Para garantir que os carros não chocam uns com os outros na Roborace e que se podem adaptar a todas as condições da pista, o Robocar usa dois radares, cinco lidares (que usa luz para medir distâncias, em vez de som, como o radar), 18 sensores de ultrassom, dois sensores óticos, seis câmaras e um sistema de inteligência artificial da Nvidia, capaz de realizar até 24 triliões de operações por segundo.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.